MAPA DO SITE ACESSIBILIDADE ALTO CONTRASTE

Letras

Campus I - BH

CEFET-MG

Histórico e objetivos

Última modificação: Quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Desde o início de seu funcionamento, o curso de Letras – Tecnologias de Edição se caracteriza por aliar, à formação de caráter teórico, experiências de prática profissional na área da edição. Além do estágio curricular obrigatório, contribuem para essa formação prática as disciplinas dos Eixos 5 (Prática de Produção, Edição e Revisão de Textos), 6 (Processo e Produção Editorial) e 7 (Prática Profissional e Integração Curricular). Exemplos dessa ênfase são as diversas publicações que vêm sendo realizadas pelo corpo docente e discente do curso.

Em 2019, entrou em funcionamento a LED, a editora-laboratório do curso. Sua criação, prevista já no projeto de implantação do curso, vem atender a quatro demandas principais:

  1. Proporcionar um âmbito permanente de prática laboratorial aos/às estudantes do curso, contribuindo para sua formação prática nos ofícios relacionados à edição e propiciando a eles a aquisição de experiência editorial e a formação de portfólios individuais e coletivos.
  2. Otimizar o uso dos recursos disponíveis no Laboratório de Edição do CEFET-MG, contribuindo para o seu aproveitamento e sua consolidação como instância formativa essencial do Bacharelado em Letras – Tecnologias de Edição do CEFET-MG.
  3. Fortalecer as práticas de extensão ligadas ao curso, em relação estreita tanto com o ensino quanto com a pesquisa, com a finalidade de aproximar o curso das demandas sociais que ele busca atender.
  4. Dar maior visibilidade ao curso por meio dos produtos impressos e digitais de sua atividade laboratorial, consolidando sua presença tanto na comunidade CEFET-MG quanto no cenário editorial local, regional e nacional.

 

Para cumprir esses objetivos, suas atividades são norteadas por três princípios: a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão; a indissociabilidade entre formação teórica e formação prática; e a valorização do aprendizado horizontal e autônomo. Sob supervisão de docentes do curso, em atividades vinculadas ou não às disciplinas da matriz curricular, os/as discentes farão a concepção, o planejamento e a produção de objetos editoriais voltados a diferentes temas e públicos. A publicação desses materiais passará pela aprovação de um Conselho Editorial composto por docentes do curso.